SOBRE O PROJETO

Essa proposta procura o desenvolvimento artístico-cultural do município de Campo Grande (MS) a partir de uma articulação interdisciplinar, que conjuga a experiência de autogestão da produção artística do Projeto Kzulo com um processo de (re) construção coletiva da identidade e memória de sujeitos sociais em condição de risco, especificamente os jovens indígenas de Campo Grande, prevendo como local centro irradiador desse segmento social o Memorial da Cultura Indígena na Aldeia Marçal de Souza e as jovens mulheres do bairro Moreninhas. O projeto consiste em desenvolver um processo de formação artística das jovens e dos jovens das comunidades foco enquanto é realizada uma pesquisa participativa que busca o diálogo e a construção de saberes em torno dos conceitos de identidade e memória. Desta forma, será desenvolvida uma série de oficinas teórico práticas tratando diversas artes, além de produção artística, com a finalidade de consolidar o potencial desses jovens ao redor da produção artística como veículo de resistência e fortalecimento de sua memória e identidade. O pano de fundo da produção artística serão as narrativas das composições autorais do Projeto Kzulo que tratam da condição desses sujeitos, que por sua vez será o veículo de reflexão e produção cultural. Como evidência do
desenvolvimento artístico e cultural da cidade de Campo Grande, são três os grandes produtos deste projeto: Por um lado, um documentário apresentando o processo participativo de (re) construção da identidade e memória dos jovens e suas comunidades a partir da experiência de formação e produção artística. Por outro lado, a formação artística deixará um conjunto de registros científicos e produções artísticas em diversas artes dentro das comunidades (por exemplo pintura,roteiros, obras de teatro, curtas, canções e músicas, poesias, narrativas etc) sobre a identidade e memória desses jovens. Por fim, dois videoclipes das músicas autorais do Projeto Kzulo, fruto do trabalho interdisciplinar científico e artístico de todos os envolvidos nesta proposta. Palavras chave: Interdisciplinaridade, ação social participativa, arte, cultura, Campo Grande.